Bragantino: história, títulos e curiosidades do clube brasileiro

O Clube Atlético Bragantino é uma agremiação esportiva brasileira com sede na cidade de Bragança Paulista, São Paulo. Fundado em 8 de janeiro de 1928, por dissidentes do Bragança Futebol Clube, o time estreou no profissionalismo em 1949, terceira temporada da Lei do Acesso, disputando a 2ª Divisão do Campeonato Paulista. Após um breve período de instabilidade, o time firmou-se na divisão em 1956, disputando-a por 10 temporadas seguidas. Nessa época, teve a presidência de Nabi Abi Chedid, que foi fundamental para que o clube conquistasse o título da 1ª Divisão (equivalente à atual A2) e o acesso à elite do futebol paulista, em 1965. A década de 1970 foi a pior da história do Bragantino. O clube esteve licenciado por quatro temporadas e disputou a 5ª Divisão em 1978 e 1979, ano em que conquistou o título sob a presidência de José Roberto Bonucci.

Em 1987, quando o Bragantino estava prestes a ser rebaixado para a 3ª Divisão, foi montado um grupo de apoio, encabeçado por Jesus Abi Chedid, Nabi Chedid, na época deputado estadual e dirigente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), e seu filho Marco Antonio Abi Chedid, trouxeram alguns reforços para o clube evitando, desta forma, mais um rebaixamento. O título da 2ª Divisão veio em 1988, com grande atuação da família Chedid, tendo Jesus na presidência, com Nabi e Marquinho dando todo suporte necessário. A conquista inaugurou a fase áurea do Bragantino. O time chegou à elite e tornou-se protagonista na temporada 1990, quando conquistou o título na “final caipira”, contra o Novorizontino.

No ano seguinte, o time ainda chegaria à final do Campeonato Brasileiro, sob o comando de Carlos Alberto Parreira, perdendo a decisão para o São Paulo. Está na memória do torcedor bragantino o gol marcado por Franklin, no primeiro jogo da semifinal diante do Fluminense, que calou o Maracanã lotado e deu a classificação ao clube para a final com a vitória por 1 a 0. Após essa brilhante campanha, Parreira foi para a Seleção Brasileira e conquistou a Copa do Mundo de 1994, nos EUA. Nessa época de ouro do Bragantino, seis jogadores chegaram a ser convocados para a seleção: Gil Baiano, Mauro Silva, Mazinho, Alberto, João Santos e Sílvio. Feito inédito para um clube do interior e jamais alcançado novamente. Mauro Silva disputou a Copa de 1994.

A diretoria também fez grandes negociações com o futebol do exterior. Mauro Silva foi vendido para o La Coruña, da Espanha. Mazinho para o Bayern de Munique, o maior clube da Alemanha.

Com a chegada do técnico Marcelo Veiga, o Bragantino conseguiu se estabilizar e permanecer na Série A1 por várias temporadas consecutivas. Em 2007, o time chegou às semifinais do Paulistão, sendo eliminado pelo Santos, mas garantindo a vaga na Copa do Brasil do ano seguinte.

Em 2008, o Bragantino surpreendeu a todos e chegou até as quartas de final da Copa do Brasil, eliminando times como Grêmio e Corinthians no caminho. Na Série C do mesmo ano, o time também fez uma boa campanha e conseguiu o acesso para a Série B.

Na Série B de 2009, o Bragantino fez uma campanha sólida e conseguiu se classificar para a fase de mata-mata, onde acabou sendo eliminado pelo Guarani nas quartas de final. Nos anos seguintes, o time alternou entre boas campanhas e lutas contra o rebaixamento na Série B.

Em 2014, o Bragantino foi rebaixado para a Série C, mas conseguiu se reerguer rapidamente e retornar à Série B em 2015, com a conquista do título da Série C. O time manteve-se na Série B nas temporadas seguintes, mas sempre lutando contra o rebaixamento.

Em 2019, o Bragantino foi comprado pelo grupo Red Bull e passou a se chamar Red Bull Bragantino. Com investimentos milionários, o time montou um elenco forte e conseguiu o acesso para a Série A do Brasileirão em 2020, além de conquistar o título da Série B.

Na temporada de estreia na Série A, em 2021, o Red Bull Bragantino fez uma campanha surpreendente e terminou na terceira colocação, garantindo uma vaga na Copa Libertadores da América de 2022. O time se destacou pelo futebol ofensivo e pela boa organização tática, comandado pelo técnico Maurício Barbieri.

Além do sucesso no futebol profissional, o Red Bull Bragantino também vem investindo nas categorias de base e na modernização da infraestrutura do clube. Em 2020, foi inaugurado o Centro de Treinamento da equipe, considerado um dos melhores do país.

Em resumo, o Clube Atlético Bragantino é uma agremiação centenária que já passou por altos e baixos ao longo de sua história, mas que sempre manteve uma base sólida e fiel torcida. Com a chegada do Red Bull, o time passou por uma nova fase de investimentos e conquistas, se tornando uma das equipes mais promissoras do futebol brasileiro.

Outro grande nome que passou pelo Bragantino na década de 2000 foi o atacante Oséas, que chegou ao clube em 2006 e foi fundamental na campanha que garantiu o retorno do time à Série B do Campeonato Brasileiro. Naquele ano, Oséas marcou 14 gols em 23 jogos pelo Braga e conquistou o título de artilheiro da Série C.

Nos anos seguintes, o Bragantino seguiu disputando a Série B do Brasileirão e chegou a ficar muito próximo do acesso em algumas oportunidades, mas acabou falhando na reta final. A torcida, porém, nunca deixou de apoiar o clube e se manteve fiel mesmo nos momentos mais difíceis.

Em 2009, o Bragantino voltou a ser campeão estadual, 21 anos depois da conquista do título paulista da Série A2. Sob o comando do técnico Marcelo Veiga, o time venceu o Santo André na final do Troféu do Interior e garantiu o título.

Nos anos seguintes, o Bragantino continuou disputando a Série B do Brasileirão, mas sem conseguir o acesso. Em 2013, o time acabou sendo rebaixado para a Série C, o que foi um duro golpe para a torcida e para a cidade de Bragança Paulista.

Mas o Bragantino não desistiu e, em 2015, conquistou o título da Série C do Brasileirão, sob o comando do técnico Marcelo Veiga. Foi um título histórico, que garantiu ao clube o acesso de volta à Série B do Brasileirão.

No ano seguinte, o Bragantino disputou a Série B do Brasileirão e fez uma campanha regular, terminando na décima colocação. Mas o grande destaque da temporada foi o atacante Rafael Grampola, que marcou 16 gols em 34 jogos e foi artilheiro da competição.

Em 2017, o Bragantino fez uma parceria com a empresa Red Bull e mudou seu nome para Red Bull Brasil. A parceria visava aumentar o investimento no futebol e levar o clube a um patamar mais elevado no cenário nacional.

A mudança de nome e de identidade visual gerou polêmica entre os torcedores mais antigos do Bragantino, que se sentiram traídos pelo clube. Porém, a parceria com a Red Bull trouxe resultados positivos dentro de campo, com o Bragantino conquistando o acesso para a Série B do Brasileirão em 2018.

Em 2019, o Bragantino conquistou o título da Série B do Brasileirão de forma arrasadora, com 75 pontos em 38 jogos e um aproveitamento de quase 70%. Foi um título histórico para o clube e para a cidade de Bragança Paulista, que voltou a ter um time na elite do futebol brasileiro após mais de duas décadas.

Na temporada de estreia na Série A do Brasileirão, em 2020, o Bragantino fez uma campanha de altos e baixos e terminou na 10ª colocação, garantindo sua permanência na elite. Desta forma, o objetivo principal foi alcançado e a equipe pode se preparar para a temporada seguinte.

Para a temporada de 2021, o Bragantino se reforçou com alguns jogadores importantes, como o atacante Lucas Evangelista e o meio-campista Eric Ramires, ambos com passagem pelo futebol europeu. Além disso, a equipe manteve boa parte do elenco da temporada anterior.

O início do campeonato foi promissor para o Bragantino, que teve uma sequência de bons resultados e chegou a liderar a competição por algumas rodadas. No entanto, a equipe enfrentou algumas oscilações ao longo do campeonato e não conseguiu manter o mesmo ritmo.

Apesar disso, o Bragantino se manteve entre os primeiros colocados durante quase todo o campeonato e garantiu uma vaga na Copa Libertadores da América de 2022, um feito histórico para o clube. Na última rodada, a equipe empatou com o Atlético-GO em casa e terminou na 3ª colocação, com 65 pontos.

O Bragantino também teve destaques individuais ao longo da temporada, como o atacante Ytalo, artilheiro da equipe, e o meio-campista Claudinho, eleito o melhor jogador do campeonato.

Com a vaga garantida na Libertadores, o Bragantino se prepara para disputar a competição continental pela primeira vez em sua história. A expectativa é que o clube continue evoluindo e conquistando novos feitos no cenário do futebol brasileiro.

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.